OS EFEITOS DA INVOLUÇÃO DAS NORMAS DO DIREITO DO TRABALHO FRENTE A FLEXIBILIZAÇÃO E DESREGULAMENTAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO

Autores

Palavras-chave:

Contrato de Trabalho;, ; Locação de Serviços;, Flexibilização;, Involução;

Resumo

A tentativa de modernização das leis trabalhistas brasileiras em 2017 foi pautada para a facilitação dos negócios e à promoção para novas contratações de trabalhadores. Contudo, a estagnação econômica e o alto número de desempregados, foram fatores indutores para o surgimento desenfreado de trabalhadores informais, e de contratações de trabalhadores em condições que não garantem direitos sociais fundamentais, sequer a estabilidade do pleno emprego almejado a partir da Lei 13.427/2017. Para tanto, o presente artigo busca analisar a evolução das normas do direito do trabalho durante os séculos XIX e XX, sua positivação e os direitos adquiridos em momento de forte resistência da sociedade empresária, bem como contribuir para o debate sobre a involução no século XXI, ocasionada pela flexibilização dos direitos trabalhista ensejando na mutação do contrato de trabalho o qual deixa de proteger o hipossuficiente e passa cada vez mais a tutelar o capital.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRASIL. Constituição (1988). Constituição Federal da República do Brasil, de 05 de outubro de 1988. Constituição Federal. Brasília, DF, 05 out. 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm. Acesso em: 02 mar. 2022.

BRASIL. Decreto-Lei nº 5.889, de 8 de junho de 1973. Estatui normas reguladoras do trabalho rural. Brasília: Presidência da República, 2022. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l5889.htm. Acesso em 04 abr. 2022.

BRASIL. Lei nº 5.452, de 1 de maio de 1943. Aprova a Consolidação das Leis do Trabalho. Brasília: Presidência da República, 2022. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/del5452.htm. Acesso em 10 abr. 2022.

BRASIL. Lei nº 13.467, de 13 de julho de 2017. Altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) [...]. Brasília: Presidência da República, 2022. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2017/Lei/L13467.htm#art1. Acesso em 04 abr. 2022.

BRASIL. Tribunal Superior do Trabalho. História da Justiça do Trabalho. 2022. Coordenadoria de Gestão Documental e Memória (CGEDM). Disponível em: https://www.tst.jus.br/web/guest/historia. Acesso em: 12 mar. 2022.

BRASIL. Tribunal Superior do Trabalho. Orientação Jurisprudencial (OJ - SDI-1) nº 358, Salário Mínimo e Piso Salarial Proporcional à Jornada Reduzida. Empregado. Servidor Público. Brasília, DF, 16 de fevereiro de 2016. Disponível em: https://www3.tst.jus.br/jurisprudencia/OJ_SDI_1/n_s1_341.htm. Acesso em: 30 abr. 2022.

BRASIL. Tribunal Regional do Trabalho 4.a Região. Ementa ROT 0020062-11.2021.5.04.0771. Relator: Des. Marçal Henri dos Santos Figueiredo. Porto Alegre, RS, 17 de março de 2022. Dje. Porto Alegre, 17 mar. 2022. Disponível em: https://trt-4.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/1496914387/recurso-ordinario-trabalhista-rot-200621120215040771/inteiro-teor-1496914421. Acesso em: 15 maio 2022.

BRASIL. Tribunal Regional do Trabalho 7.A Região. Ementa nº RO 0000799-53.2019.5.07.0003. Relator: Des. Francisco Jose Gomes da Silva. Fortaleza, CE, 12 de junho de 2020. Dje. Fortaleza, 12 jun. 2020. Disponível em: https://trt-7.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/1134970645/recurso-ordinario-rito-sumarissimo-ro-7995320195070003-ce. Acesso em: 23 abr. 2022.

CASSAR, Vólia Bomfim. Direito do trabalho. 12. ed. Rio de Janeiro: Forense; São Paulo: Método, 2016.

DELGADO, Mauricio Godinho. Curso de Direito do Trabalho. 16. ed. revista e ampliada. São Paulo: LTr, 2018.

DUTRA, Lincoln Zub; VILLATORE, Marco Antônio César. O Necessário Resgate da Nossa Capacidade de Indignação Frente ao Capitalismo na Perspectiva da Quarta Revolução Industrial. Revista dos Tribunais Online, São Paulo, v. 1, p. 1-20, jun. 2019. Disponível em: https://www.revistadostribunais.com.br/maf/app/resultList/document?&src=rl&srguid=i0ad6adc6000001812196d34a4a2abc78&docguid=I0515c0601ca311ea8cb2010000000000&hitguid=I0515c0601ca311ea8cb2010000000000&spos=1&epos=1&td=4&context=34&crumb-action=. append&crumb-label=Documento&isDocFG=true&isFromMultiSumm=true&startChunk=1&endChunk=1. Acesso em: 28 fev. 2022.

GONÇALVES, Maria da Graça M. Psicologia, subjetividade e políticas públicas. 1.ed. São Paulo: Cortez, 2010.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Desempregos: Desempregados 1º Trimestre 2022. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/explica/desemprego.php. Acesso em: 25 maio 2022.

MENDONÇA, Gustavo Henrique. Industrialização Brasileira. 2022. Disponível em: https://mundoeducacao.uol.com.br/geografia/a-industrializacao rasileira.htm. Acesso em: 02 abr. 2022.

OIT- Organização Internacional do Trabalho: Escritório no Brasil. Conheça a OIT. 2022. Disponível em: https://www.ilo.org/brasilia/conheca-a-oit/lang--pt/index.htm. Acesso em: 13 mar. 2022.

PARANÁ. Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional - Fundepar. Secretaria da Educação do Paraná. 1º de maio - Dia do Trabalho: evolução das relações trabalhistas. 2022. Disponível em: http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=862#:~:text=Apontada%20como%20a%20primeira%20lei,de%20proibir%20o%20trabalho%20noturno. Acesso em: 02 abr. 2022.

PENA, Rodolfo F. Alves. O que é Neoliberalismo?: Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/geografia/o-que-e-neoliberalismo.htm. Acesso em 13 de mar. 2022.

PORTO, Ana Carla Vaz. O Toyotismo e a Precarização dos Direitos Trabalhistas. Revista dos Tribunais Online, São Paulo, v. 170, p. 203-220, jun. 2016. Bimestral. Disponível em: https://www.revistadostribunais.com.br/maf/app/resultList/document?&src=rl&srguid=i0ad6adc500000181218cf366cccab1f1&docguid=I05ddd5d02f8c11e6af49010000000000&hitguid=I05ddd5d02f8c11e6af49010000000000&spos=1&epos=1&td=30&context=14&crumb-action=append&crumb-label=Documento&isDocFG=true&isFromMultiSumm=true&startChunk=1&endChunk=1. Acesso em: 06 abr. 2022.

RESENDE, Ricardo. Direito do Trabalho. 8. ed. Rio de Janeiro: Forense; São Paulo: MÉTODO, 2020.

SANTOS, Camila Fernanda Rocha dos; VIEGAS, Cláudia Mara de Almeida Rabelo. Os Impactos da Pejotização Fraudulenta e do Trabalho Intermitente na Vida do Trabalhador e nos Cofres da Previdência Social. Revista dos Tribunais Online, São Paulo, v. 1001, p. 233-256, mar. 2019. Mensal. Disponível em: https://www.revistadostribunais.com.br/maf/app/search/widget/run/multi. Acesso em: 15 mai. 2022.

SILVA, Daniel Neves; SOUZA, Rafaela. Revolução Industrial. 2022. Disponível em: https://mundoeducacao.uol.com.br/historiageral/revolucao-industrial-2.htm#:~:text=A%20Primeira%20Revolu%C3%A7%C3%A3o%20Industrial%20possui,precis%C3%A3o%20e%20em%20menor%20tempo. Acesso em 13 mar. 2022.

SILVA, Homero Batista Mateus da. CLT comentada. 2.ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2019.

SILVA, Ricardo Gonçalves da. Do welfare ao workfare: ou da política social keyneisiana/fordista à política social schumpeteriana/pós-fordista. 2011. 222 f. Tese (Doutorado) - Curso de Serviço Social, Departamento de Serviço Social, Universidade de Brasília, Brasília, 2011. Cap. 2. Disponível em: https://repositorio.unb.br/bitstream/10482/8419/1/2011_RicardoGon%C3%A7alvesdaSilva.pdf. Acesso em: 15 jul. 2021.

TUROLLA, Rodolfo. Direitos trabalhistas: um resumo da história. 2017. Disponível em: https://www.politize.com.br/direitos-trabalhistas-historia/. Acesso em: 12 mar. 2022.

ZAINAGHI, Domingos Sávio. Curso de Legislação Social. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2001.

Downloads

Publicado

2022-12-26

Como Citar

Jean Felipe dos Santos Silva, & Marcos Aurélio Manaf. (2022). OS EFEITOS DA INVOLUÇÃO DAS NORMAS DO DIREITO DO TRABALHO FRENTE A FLEXIBILIZAÇÃO E DESREGULAMENTAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO. Revista De Direito Do Trabalho, Processo Do Trabalho E Direito Da Seguridade Social, 8(2). Recuperado de https://revista.laborjuris.com.br/laborjuris/article/view/116